vanessa rodrigues - A caçadora de histórias (15/02/2013) Bairro dos Livros no Grande Porto

Workshop de Jornalismo de Viagem| Da escrita ao multimédia

Workshop de Jornalismo de Viagem| Da escrita ao multimédia

Curso é ministrado pela jornalista de viagens Vanessa Rodrigues e percorre as técnicas da escrita jornalística, a convergência multimédia e as várias plataformas de publicação para web

 

Do Wadi Rum à selva amazónica, das vielas da nossa cidade à mais recôndita aldeia. “Da escrita ao multimédia” é o curso intensivo de jornalismo de viagem da jornalista Vanessa Rodrigues, que vai decorrer de 07 a 13 de Julho no Pólo de Indústrias Criativas, com o apoio da UPTEC, da Culture Print, da Rádio Manobras e da TKNT.

 

A escrita jornalística e o jornalismo narrativo, tipos de reportagem de viagem, autores nacionais e internacionais, análise de textos, blogues e redes sociais, fotografia, vídeo são algumas das componentes do plano de estudos, que vai ser conjugado com exercícios práticos de saída em reportagem, com orientação da jornalista.

Ao todo serão cerca de 40 horas de curso, percorrendo as várias técnicas da escrita jornalística e do olhar antropológico da escrita de viagens. O curso destina-se a todos os que gostam de viajar, escrever, fotografar; viajantes que gostariam de entrar no mercado do Jornalismo de Viagens; fotógrafos que queiram evoluir no processo de escrita de viagens; estudantes de Comunicação Social; viajantes que queiram organizar o material das suas viagens de forma a poder partilhá-lo de forma eficaz; e interessados em geral pelo tema.

Vanessa Rodrigues já andou em campos de refugiados no Médio Oriente, nas selvas densas da Amazónia, nas favelas do Brasil, nas estradas da Europa cosmopolita. Viveu e contou essas histórias e tantas outras em rádios (TSF), jornais (Público), revistas (Notícias Magazine, Expresso), blogues, documentários. Uma jornalista multimédia num mundo multimédia.

 

Para mais informações contatar a jornalista: vnrodrigues@gmail.com

 

 

 

Curso de Jornalismo de Viagem| Da escrita ao multimédia

Apresentação

O que é escrever sobre viagens? Como se conta uma história? Como se deve organizar a informação? Qual a melhor forma de tomar notas? Como escrever e editar essa informação? E por que razão uma imagem é mais adequada do que outra para ser publicada? Em que plataformas posso publicar o meu trabalho para ser lido e partilhado? Este workshop será um ponto de partida para os participantes exercitarem os seus talentos, apurarem técnicas de escrita e visuais, perceberam a importância dos sentidos e como traduzi-los, num fio condutor, para as histórias que pretendem contar, com ética, em qualquer um dos formatos escolhidos (vídeo, texto, fotografia, multimédia).

Viajar nunca foi tão fácil como hoje. A facilidade ao acesso tecnológico impõe, no entanto, novos desafios à forma de comunicar em várias linguagens. Vídeo, fotografia, áudio, escrita (impressa ou online) podem ser usadas separadamente, ou conjugadas, em formatos multimédia em simultâneo com as novas e diversas plataformas digitais. Quer seja para fim profissional, razões pessoais, ou mesmo por lazer, a vontade de contar/partilhar as nossas viagens é potenciada pelas redes sociais, os blogues e as plataformas online de partilha de informação.

Objetivos

Dotar os participantes de noções teórico-práticas sobre a reportagem de viagem, latu sensu;

Adquirir técnicas para escrever: um blogue de viagem, um diário, uma crónica de viagem;

Definir ferramentas e plataformas para encontrar novos ângulos para histórias, personagens.

Escrever uma reportagem de viagem e inseri-la numa plataforma digital, usando diferentes formatos.

Destinatários

Todos os que gostam de viajar, escrever, fotografar; viajantes que gostariam de entrar no mercado do Jornalismo de Viagens; fotógrafos que queiram evoluir no processo de escrita de viagens; estudantes de Comunicação Social; viajantes que queiram organizar o material das suas viagens de forma a poder partilhá-lo de forma eficaz; interessados em geral pelo tema.

Plano de Estudos

> Introdução à escrita e literatura de viagens; Exercícios práticos

> A crónica e a reportagem de viagem

> Exercício prático: saída em reportagem na cidade do Porto 1

> A escrita jornalística e o jornalismo narrativo. Tipos de reportagem de viagem, autores nacionais e internacionais; Análise de textos e Exercícios Práticos

> Fontes, técnicas de entrevista/abordagem; Tomada de notas; Exercícios práticos

> Registo fotográfico, registo sonoro, o vídeo; convergência multimédia

> Exercício prático: saída em reportagem na cidade do Porto;

> Os blogues, as redes sociais, multimédia, plataformas web, publicar: noção, tipos, estilos

> Criar uma plataforma web para publicar os trabalhos e convergência multimédia

 

Formadora

Vanessa Rodrigues

É jornalista, fotógrafa, trabalha com cinema documental, áudio e novos media e é docente de Ciberjornalismo na Universidade Lusófona do Porto. Foi oradora TEDXOporto, 2014, sobre jornalismo independente. Picada pelo vírus da itinerância, gosta de reinventar a linguagem em cada destino, aprendendo com o linguajar das gentes e magia da mochila às costas. É doutoranda em Estudo dos Media e Mestre em Informação e Jornalismo. Do fim da rua, ao wadi rum, passando pela selva amazónica, até às aldeias raianas, viaja com a curiosidade de um olhar despojado, na senda do lado bê das histórias de vida, dos sussurros que a textura dos lugares segredam. Colabora com a TSF, Notícias Magazine, revista Evasões, Volta ao Mundo e produtoras de audiovisual. É autora do blog latitudesnomadas.wordpress.com onde publica parte dos trabalhos de jornalismo de viagens. O mais recente foi o programa semanal de rádio sobre Marrocos para a rádio TSF. Assina ainda o blog babelborders.tumblr.com, criado a propósito dos três meses e meio que viveu na Jordânia (2013) em pesquisa para escrever o guião de um documentário sobre um campo de refugiados palestinianos. Em 2009 cirandou 4 meses pela Amazónia brasileira, viajando com o exército brasileiro, dormindo em rede na selva, com cheiro a breu branco e copaíba, galgando rios pelas comunidades ribeirinhas e indígenas do Pará às Anavilhanas. Publicou no Diário de Notícias e o resultado está em www.sinaisdagente.com. Depois de Portugal, é o Brasil que melhor a conhece, onde viveu 5 anos como correspondente. Na bagagem leva já mais de cem destinos: de Machu Pichu ao Pantanal, da linha do Equador à polifónica Nova York.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s