Beladona

No próximo dia 18 de Outubro, no Café Lusitano – R. José Falcão – Porto

Pedro Eiras lê BELADONA do seu último livro: BELADONA E OUTROS MONÓLOGOS

“… até bem dentro do século XIX, costumavam deitar, nos olhos das cantoras de ópera antes de subirem ao palco e das jovens antes de lhes apresentarem um pretendente, umas gotas de um líquido destilado da beladona, uma planta da família das Solanáceas, com o que os seus olhos ganhavam um brilho arrebatador, quase sobrenatural, mas elas quase deixavam de poder ver”.

UM GRANDE MOMENTO DE LITERATURA, ESSA ARTE SEMPRE PRESENTE NAS NOSSAS VIDAS.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s